Get Adobe Flash player

Que chegaram

"Descobri como é bom chegar quando se tem paciência. E para se chegar, onde quer que seja, aprendi que não é preciso dominar a força, mas a razão. É preciso, antes de mais nada, querer. Passados dois meses de tantas histórias, comecei a pensar no sentido da solidão. Um estado interior que não depende da distância...nem do isolamento; um vazio que invade as pessoas... E que a simples companhia ou presença humana não pode preencher. Solidão foi a única coisa que eu não senti, depois que parti...nunca...em momento algum. Estava, sim, atacado de uma voraz saudade. De tudo e de todos, de coisas e de pessoas que há muito tempo não via. Mas a saudade às vezes faz bem ao coração. Valoriza os sentimentos, acende as esperanças e apaga as distâncias. Quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudade...mas não estará só!" Amyr Klink

Filtrar Título     Exibir # 
# Título do Artigo Acessos
1 Paulo Candido 269
2 Gaspar 2172
3 Klein 1014
4 Eldinei 1595
5 Adriano 956
6 Policarpo Jr. 904
7 Walter 962
8 Waldez 940
9 Jorge Geovane 968
10 Arthur Albuquerque 991
11 Renato e Edson 1040
 
Banner