Get Adobe Flash player

Gaspar

Índice do Artigo
Gaspar
Zuando na Alaska Highway
Zuando em Whitehorse
Zuando em Fairbanks
Zuando no Canadá
Zuando em Seatle
Zuando em Redwood
Zuando em Hollywood
Zuando pelo México
Zuando em Belize
Todas as Páginas

Zuando pelas Américas.

Meus queridos, tudo bem? Quinta-feira (09/06), é o segundo dia rodando em terras do "Tio Sam". Céu azul, dia quente, seguimos rumo norte, Tucson, Fenix e paramos em Flagstaff, no Arizona, aqui há muita floresta e estamos à 2.000 m.s.n.m., durante à noite a temperatura caiu e amanheceu um dia agradável.

Diego, saiu antes e foi conhecer o Gran Canyon, eu já conheço

de outra oportunidade, então saí sossegado pensando em fazer um trecho da "Route 66", com minha própria moto, onde cheguei rodando. Sonho de muitos motociclistas! Logo no início, entrei em um bar da Harley Davidson, na beira da estrada, um point preparado com carinho para os amantes do motociclismo. Um ambiente agradável e bonito!

 

Entre Seligman e Kingman, rodei pela "Histórica Route 66", hoje a estrada esta toda recapeada e arrumada, mas em

alguns trechos dá para se ver a antiga estrada abandonada, e como era seu traçado antigamente. Não a conhecia, mas é nostálgico!

Já anoitecendo passei pela nova ponte, próxima a barragem de Hoover Dam, uma obra de engenharia, simplesmente maravilhosa!

Com quase 2.000 m de extensão e à 900 m de altura sobre o rio Colorado.

Cheguei em Henderson, estado de Nevada, uma cidade vizinha à Las Vegas, onde fui recebido pelo motociclista gaúcho, Fernando Notargiacomo, integrante do Brazil Rider"s nos Estados Unidos, e por seus companheiros de casa, sua irmã Franciele e o carioca Iann. Em sua casa senti-me no Brasil, convidou seus amigos brasileiros que moram na cidade, e preparou um suculento CHURRASCO DE PICANHA, acompanhado de cerveja bem gelada, e uma conversa interessante que foi até ao raiar do dia. Diego já estava por lá.

No sábado, levou-nos para almoçar no "Red Lobster", Uuuuuhm!!! Comi uma lagosta com camarões, deliciosa!!! He,he,he......Ficaram com água na boca? Depois fomos fazer um tour em lojas de artigos para motociclistas e eletrònicos.

Domingo cedo partimos, Fernando nos acompanhou até o início da estrada que deveriamos seguir, passamos só por região de deserto, em uma estrada boa, bem sinalizada, onde os motoristas realmente respeitam às leis de trânsito.

Pernoitamos em Hawthorne, onde na segunda-feira na saída da cidade visitamos o "Ordnance Museum" da U.S. Navy.

Em toda essa região no estado de Nevada até o estado da California, é só deserto, aí muda a paisagem.

Agradeço todos os e-mails e ligações, de apoio e incentivo.


Oi! Olha eu de novo, te enchendo!...rs,rs,rs....

Na segunda-feira (13/06), entramos no estado da California, nota-se que nessa região as terras são mais produtivas, com plantações e pecuária. Passamos pela "Lassen National Forest", uma região com floresta nativa de Redwood, uma espécie de árvore conífera da família das Sequóias, que estão entre as maiores árvores do mundo. Em Old Station, não encontramos hospedagem, tivemos que seguir viagem com uma Lua cheia linda, e bastante frio, pois no meio da mata ainda há neve. Pernoitamos em Redding na "Road 5".

Na manhã seguinte, Diego seguiu viagem mais cedo, ele tem que andar mais por dia para dar tempo de chegar ao Alasca, seu prazo está se esgotando, no final do mês tem que embarcar para voltar ao Brasil. Eu ainda estou no meio de minha viagem e com uns dias à frente do programado, posso ir com mais calma. Neste dia passei pela "Shasta Trinity Forest", outra floresta extensa, de Redwood.


O norte-americano não só gosta de viajar de trailer e motor-home, visto a grande quantidade de camping preperados com infra-estrutura para recebê-los, como também utiliza-os  como residencia permanente. Dormi em Roseburg no estado do Oregon.

Quarta-feira, acordei mais tarde, dia de sol, temperatura agradável, aproveitei minha primeira refeição do dia em um restaurante chinês, tinha "happy family", meu prato favorito da culinária chinesa. Que delícia!!!.......A alimentação não tem sido das melhores e regular, "tô" ficando enjoado de comer cheeseburg, hot-dog e batata frita, quase todo dia.

Nos EUA, a modernidade e limpeza são visíveis, e a educação no trânsito é praticada por todos, aqui dirige-se com segurança e respeito. Porém neste dia, fiz uma coisa que muito gostariam de fazer e não tem oportunidade. No limite de velocidade da pista, com o cabo do acelerador todo enrolado consegui com minha "possante" moto, fazer uma ultrapassagem  emocionante de uma Ferrari conversível, quase não acreditei.fui "flagrado pelo radar". Quem duvidar, que veja a foto. kkkkk. Pernoitei em Kelso, estado de Washington. Muito feliz, pensando ainda  na ultrapassagem  que  fiz!!!










Na quinta-feira (16/06), amanheceu um dia encoberto e frio, segui viagem e o tempo foi melhorando, no final da tarde, não tive dúvida, resolvi que passaria a fronteira para o Canadá, mesmo achando que demoraria. Engano. Foi tudo muito rápido, em 15 minutos, só respondendo algumas perguntas, não vistoriaram a bagagem e nem teve os demorados tràmites de aduana, já estava eu, no Canadá.

Em Squamish na Província de British Columbia, quando parei para me informar em um hotel, um senhor veio conversar comigo, queria saber detalhes sobre a viagem e da moto. Quando estava me despedindo dele e liguei a moto para sair, ele colocou $ 40.00 dólares canadences, no painel da moto, dizendo que queria colaborar com o combustível. Disse-lhe que não precisava e tentei devolver-lhe o dinheiro. Não aceitou, insistiu que era para o combustível! Só me restou agradecer. Esta quantia aqui, compra 28 litros de gasolina, dá para rodar mais de 500 km. Valeu!!!


No dia seguinte cedo, voltei um pouco na estrada, para conhecer uma enorme cachoeira "Shannon Falls", com 335 metros de queda d'agua, em um lugar agradável, bonito e com diversas trilhas para caminhadas. Segui viagem pela "99 North", em um entroncamento, peguei a estrada errada, só percebi quando parei para pedir informação e escutei: "Go back twenty five miles...."daí percebi que estava perdidaço. As estradas aqui são ótimas, sem lombadas quando se passa por cidades ou vilas, sem pedágio ou polícia.... e tudo sob controle. Pernoitei em Cache Creek.



Agradeço todos os e-mails e ligações recebidas.















 
Banner